LIPOASPIRAÇÃO

A cirurgia para lipoaspiração ou lipoescultura consiste na retirada de gordura do corpo, no espaço entre a pele e os músculos, de forma a reduzir os acúmulos em locais considerados não estéticos, com ou sem a reintrodução desta, com o objetivo de melhorar o contorno corporal.

É realizada através de pequenas incisões na pele, que permitem a introdução de uma cânula que, conectada ao lipoaspirador realizará a aspiração da quantidade desejada ou possível de gordura.

A quantidade máxima a ser lipoaspirada é proporcional ao peso corporal, 5% do peso se não houver infiltração de solução com adrenalina (técnica seca) ou 7% do peso se infiltrada solução com adrenalina (técnica úmida ou "HIDROLIPO")

O contorno corporal é alterado, mas esta alteração é limitada pela espessura do tecido gorduroso apresentado. Grandes quantidades de tecido gorduroso em todo corpo, atrapalham o resultado, proeminências ósseas ou contorno muscular não poderão ser alterados com esta técnica cirúrgica. Ex.: Quadris largos continuarão assim, sem forem por estrutura óssea, assim como a barriga poderá continuar projetada, se houver associação de flacidez muscular ao acúmulo de gordura.

A LIPOASPIRAÇÃO - LIPOESCULTURA não causa, por si só, qualquer patologia conhecida.

É uma cirurgia que tem por objetivo a melhora do contorno corporal.

NÃO É CIRURGIA DE EMAGRECIMENTO.

Será necessária a utilização de uma cinta comprimindo a área operada por um período de até dois meses, com permanência diária variável de acordo com o período pós-operatório.

As cicatrizes evoluem de acordo com a natureza de cada um, geralmente ficando pouco perceptíveis, principalmente na penumbra. Caso ocorram alterações, existem tratamentos que podem ser empregados, na tentativa de melhorar o aspecto das cicatrizes.

Você poderá apresentar áreas endurecidas abaixo da pele. Estas correspondem às cicatrizes (fibroses) na gordura por onde o aparelho de lipoaspiração passou. Como outras cicatrizes, o tempo para que estas também se tornem imperceptíveis é variável de pessoa para pessoa. Existem procedimentos de fisioterapia que podem acelerar este processo. Também podem ocorrer pequenas depressões ou elevações, que correspondem a irregularidades que permaneceram no tecido gorduroso.

Poderão ocorrer pequenos sangramentos e saída de secreções pelas feridas operatórias, principalmente a da região sacral. Estes podem durar até 10 dias e devem ser comunicados ao seu cirurgião

Será feito todo o possível e tecnicamente viável, para se obter um resultado satisfatório com apenas um procedimento cirúrgico, mas podem ser necessários procedimentos secundários para melhora do resultado.

Você passará a ser uma pessoa com um melhor contorno corporal (menos gorduras localizadas), porém a manutenção deste contorno dependerá do seu comportamento no pós-operatório, inclusive com a manutenção ou até com a perda de peso.

Voltar